Notícias

Mais barato? Samsung Galaxy S22 Ultra tem a mesma geração de tela OLED do S21 Ultra

A Samsung parece não ter elevado a geração de tela do Galaxy S22 Ultra, apesar da grande mudança de design e aprimoramento de hardware. De acordo com uma nova reportagem do The Elec publicada na manhã desta terça-feira (22), a sul-coreana optou por não utilizar os painéis OLED M12, permanecendo com o OLED M11 do Galaxy S21 Ultra.

A mídia coreana afirma que o motivo por trás dessa decisão é o incessante problema de fornecimento causado pela pandemia de coronavírus, que desencadeou uma elevação de preços. Para manter o preço dos celulares da nova linha mais “acessíveis”, a fabricante optou pelo material menos custoso e com maior disponibilidade.

Isso não significa necessariamente que o novo smartphone avançado da empresa não passou por evoluções. Conforme observa o phoneArena, apesar do reuso do material, a Samsung “explorou o potencial do M11 ao máximo” para garantir melhorias na qualidade, incluindo um aumento do pico de brilho para 1.750 nits (contra 1.500 nits do S21 Ultra).

Vale ressaltar que esse nível de brilho é ativado pelo Galaxy S22 Ultra somente ao reproduzir conteúdo HDR em ambientes muito iluminados, assim como requer a tela do antecessor.

O portal observa também que o desvio de cores renderizadas pela tela do Galaxy S22 Ultra é expressivamente menor que o observado no Galaxy S21 Ultra. O Delta E RGBCMY diminuiu de 2,36 para 1,31 e a escala cinza obteve uma melhoria expressiva de 6,44 para 2,53.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *